4 de out de 2010

AIRCROSS E A FERRAMENTA DO PRAZER

por Mister Formula Finesse

Não meninos e meninas, apesar do título um tanto sugestivo, não será de algum provável objeto fálico que este breve post tratará. É apenas a constatação que o volante do novo Aircroos da Citröen é uma verdadeira peça artística para quem gosta de dirigir. Um dos desenhos e “pegas” mais entusiasmantes que já pude provar em carros nacionais. A foto realmente não faz justiça pois só ao vivo dá para ter uma ideia melhor da qualidade do material e da simplicidade genial do seu desenho. Algo bem feito, pensado por um entusiasta, e que deveria ser estendido a toda a gama da marca... é o volante “Focus” (da geração passada é claro) da fabricante francesa.


O mercado de volantes personalizados está ali para provar que existe preocupação em relação à principal ferramente de controle do carro, por isso, é sempre auspicioso ver um estudo mais detalhado das marcas em relação a como seus carros saem equipados de fábrica.



Ah, e o resto do carro?


Sim, o Aircross é descolado e cheio de personalidade (redundância?), com bom acabamento interno e cheio de pequenos detalhes estéticos. Até o cheiro dos plásticos, cola e estofados utilizados são diferentes da maioria dos outros carros nacionais, estes sempre homogenizados no mesmo padrão.

A direção, tão elogiada pelo seu desenho, têm ótimo respaldo pela assistência elétrica, sempre se mostrando atilada em todas as situações, leve nas manobras e segura nas curvas e em maior velocidade, age como deveria agir, o que deveria ser o padrão em todos os carros. Muitos já conseguiram esse compromisso, não se trata de exclusividade da marca.

A caixa é leve e razoavelmente justa até a quarta marcha, o engate da quinta escapa um pouco do H básico, ficando com o engate um pouco mais distante do desejável. Fazer a passagem com pé cheio da quarta para quinta precisa de um pouco de paciência e leve adaptação. O carro enfrenta as curvas muito bem a despeito da altura, seus “sapatos” são bem largos e parrudos. As vezes, a estabilidade é tanta em trechos conhecidos, que você imagina se não é um mundo de segurança ilusório, pois um pequeno erro poderia desencadear uma forte e inesperada reação que poderia tornar difícil a vida do motorista. A pedaleira é um tanto horizontal demais, você praticamente esmaga o pedal da embreagem, lembrando um pouco as Kombis, mas nada que traga problemas. A posição de dirigir não é a mesma de “comer sanduíche” como vemos em algumas minivans e carros “altos”, mas é razoavelmente envolvente.

No entanto o motor é realmente fraco para uma bigorna de mais de 1300Kg, seus 113 cavalos à álcool estão sempre em trabalho redobrado, visitando as últimas fronteiras do conta giros para poder mover com verdadeira celeridade o carro. Será normal apertar a terceira marcha para fazer o carro andar em ritmos mais alegres. Ao menos a unidade trabalha com reduzido nível de vibrações, sendo bastante fácil de explorar, mas o ideal com um “chassis” tão acertadinho seria o motor de dois litros mesmo.

Em suma, uma opção bem interessante no mercado dos “aventureiros”, o heptacampeão de rali Sebastian Loeb – por força de contrato – têm um desses em versão mais civil, quase penso se o belo volante de direção do modelo não foi algo sugestionado por ele.....esses entusiastas!

7 comentário(s):

Anônimo disse...

Um detalhe do volante que não aparece na foto é a base achatada, a direção é um mimo de design e facilidade para usar.

Mister Fórmula Finesse

Filipe disse...

A direção não é elétrica, é hidráulica. Tenho um e estou gostando muito.

Anônimo disse...

Filipe: é verdade...o vendedor disse que era elétrica, creditei o peso a mais pela medida dos pneus.

O carro é bom de dirigir mesmo, só falta um pouco de motor.

MMFinesse

Anônimo disse...

aquela ali da 2ª foto é a miss formula finesse?!?!?

Anônimo disse...

Não amigo, a miss é ainda mais bonita...(rs)

MFFinesse

andreiaefashion disse...

Andreiaefashion
Realmente o carro é maravilhozo,mais falta mais motor.
tenho um e estou gostando muito.

Anônimo disse...

É isso ali Andreia;

Ano que vem vão lançar a versão mais simples, mais limpa visualmente. Com motor do Pallas ficaria algo memorável.

MFFinesse

Postar um comentário

Deixe seu comentário sobre este post.