1 de mai de 2014

Podcar #01: Fiat-Chrysler Automobiles


por Diego M. de Sousa

Esse é o primeiro podcast publicado. E para mostrar o óbvio o batizei com Podcar, porque o assunto será sempre automóvel. E o assunto desse primeiro é o desafio do grupo ítalo-americano Fiat-Chrysler Automobiles, formado recentemente quando o grupo italiano conseguiu concluir a aquisição do lado americano.
.



Um pouco sobre a Fiat

A Fiat foi fundada em Turim na Itália em 1899. Boa parte de sua história está ligada a carros pequenos, como o carismático Topolino, o minúsculo 500 e o Uno, que no Brasil foi vendido sem grandes alterações por 30 anos. Já fez sucesso com carros maiores, como o Tempra no Brasil e o Marea na Europa.

Hoje tem nas mãos as marcas Alfa Romeo, Lancia, Maserati e Ferrari. Além de automóveis, também trabalha com máquinas industriais, tratores e outros ramos não ligados ao setor principal.

Um pouco sobre a Chrysler

O criador da Chrysler trabalhou por alguns anos na General Motors antes de fundar sua própria empresa, que foi bem sucedida e entrou para o time das grandes americanas. Infelizmente as primeiras crises do petróleo derrubaram suas forças.

O grupo americano já vendeu carros com as marcas Plymouth e Eagle, mas as duas foram descontinuadas. Hoje, fazem parte do catálogo Chrysler, Dodge, Jeep, RAM e SRT. Esta última fabrica o Viper, esportivo com motor 8.4 V10.

Minha opinião
  • A Fiat pode fazer sucesso, mas precisa deixar seus carros um pouco mais tradicionais. Essa está sendo uma saída para a Citroën, ainda reconhecida pelos carros inovadores, porém muito complexos;
  • A Lancia não precisa deixar de existir, como sugerem alguns rumores. A onda agora é ter marca de baixo custo e ela pode ser uma. A Renault está fazendo o maior sucesso com a Dacia, que vende Logan, Sandero e Duster em boa parte do mundo, e a Volkswagen deseja criar uma para ser novamente "do povo".
  • Se não for possível fazer da Lancia uma marca de baixo custo e acabar com ela for opção, melhor vendê-la para os chineses, que desejam tradição, algo forte nessa italiana.
  • Alfa Romeo tem condições de concorrer com as três alemãs de luxo (Mercedes-Benz, BMW e Audi, as maiores do mundo no segmento). Basta lhe dar carros mais confiáveis.
Alfa Romeo: carros cativantes, bons de dirigir

Dacia da Renault é sucesso no mundo inteiro. Lancia pode seguir caminho

Família Palio é a mais importante do grupo. 

Jeep Renegade será pernambucano em breve




0 comentário(s):

Postar um comentário

Deixe seu comentário sobre este post.