29 de nov de 2010

ROC - e um leve ranger de dentes!



Ligando a TV ontem, pelas onze horas e quinze da manhã, pude acompanhar com certo desconforto algumas notícias referente a um tal de desafio de supermoto em Salvador, desconforto pelo medo de não poder acompanhar em toda sua totalidade um evento que acho simplesmente o máximo: ... andar de lado com motos trail em apertados kartódramos. Já pude experimentar sensações parecidas, a algum tempo atrás, e mesmo com uma moto de "baixa extração" (como diria um conhecido blogueiro), eu consegui extrair o máximo de entusiasmo com o mínimo de técnica de pilotagem aplicada na pista.



Bem, consegui então acompanhar a reprise das últimas 5 voltas no Esporte Espetacular, mas isso não serviu para matar o gostinho... ficou uma sensação de "quero mais". Se for futebol de areia, volei de praia e outros esportes de verão, sempre tenho o azar de ligar a televisão na hora... mas supermoto, artigo tão raro!

Bem, um tanto conformado e zapeando pelos canais, descubro - para meu extremo desespero - que estavam passando no SporTV2 a Corrida dos Campeões, também conhecida como ROC 2010, e que o evento já estava no final!!!

Um agressivo Opel Kadett

Rolar em agonia do sofá proferindo ofensas em uma estranha língua etrusca não serviriam para apaziguar a alma de entusiasta já tão mal tratada. Maldição! O SporTV 2 é célebre em reprisar clássicos como Limoeiro versus Olaria, e no seu menu, rola futebol dia sim e dia também....

Bem, que remédio? Toca acompanhar a última disputa entre Loeb e um desconhecido piloto português. As poucas voltas se sucedem, os carros trocam e começo a pensar que afinal de contas, não perdi tanta coisa assim não.

E por quê não perdi?

Bem, vamos voltar a fita...A corrida dos campeões, foi criada em homenagem a um corredor que morreu na Córsega em 1985, pilotando uma [espetacular] Lancia 037 , seu nome era Attilio Bettega e era muito querido pelos seus pares.

Lancia 037

As corridas eram reealizadas nas Ilhas Canárias e o pau rolava solto pois alinhavam dois grupos B absolutamente idênticos para as disputas. Com o passar do tempo, pilotos de outras categorias eram convidados a participar da festinha da turma do rally, e os carros continuavam fortes como Toyota Celica, Ford Escort e outros legítimos experts da modalidade.

O negócio era forte, eles entravam no trecho de terra até com o estepe - se tivessem é claro - derrapando dentro do carro. As tomadas mais insanas de curva eram feitas atirando o carro de lado em praticamente todas as curvas. Existia uma longa a esquerda de terra, que era perfeita para avaliar o grau de loucura e habilidade dos caras. No final do trecho, em asfalto, os carros curvavam lado a lado mas em ângulos totalmente bizarros, praticamente dirigindo tendo o vidro do caroneiro como pára-brisas!!!

Eu "corri" lá, de videogame claro, e mesmo em um simples brinquedo eletrônico, toda a magia do evento transpirava adrenalina e combustível de alta octanagem.

Esse tipo de coisa, essa virtuosa revolta, essa fúria quem em tese estava controlada, hoje você não assiste mais na Corrida dos Campeões. Sim...eles trouxeram as corridas para o grande público e capricharam na produção. Mas a pista é uma serpente em asfalto contida em uma gaiola, não existe espaço para imprimir as verdadeiras velocidades. É um kartódramo de luxo, com um salto que não proporciona mais do que 15 cm de vôo, dado que a reta que o precede, é curta e não permite o desenvolvimento pleno dos motores. Tudo em asfalto, tudo apertado, curvas de raio curtíssimo que não permitem grandes malabarismos para negociação da velocidade.



Os carros? Uma vergonha... Buggys! Para quê isso? Se fosse uma corrida na maravilhosa Natal ainda... Os Ktm's X-Bow podem ser uma maravilha para dirigir, mas são feios, rústicos, protótipos mal acabados e tudo aquilo que o entusiasta não quer ver na pista. Entusiasta quer ver carro de verdade, quer modelos de rally, de Turismo, esportivos fora de série correndo e não apenas desfilando como fizeram.

Justiça seja feita aos R8's que estavam na pista, mas o carro não desenvolvia quase nada em virtude (!?) da pista que mais perecia um estacionamento delimitado por cones.

Buggys horrendos, protótipos sem pé nem cabeça, pista sem desafios... tudo isso leva a uma certa queda no nível de exigência de pilotagem aplicada no evento. Um piloto obscuro português venceu Loeb como outros já tinha o feito...Kovalainen (Deus do céu!) já venceu a Corrida dos campeões. Schumacher já foi derrotado por um campeão americano de drift no ano passado. Céus, nada contra esses jovens leões que dão tudo por tudo para escrever o nome no evento, mas a verdade é que a verdadeira coragem e habilidade conseguida por tantos anos correndo riscos não pode ser mensurada suficientemente nesse tipo de pista e evento.

Pense no seu cunhado braço duro, que mal consegue dominar um carro. Se entrarem em um indoor de kart, por melhor que você seja, vai conseguir colocar talves um segundo e meio nele, o que é bastante. Em um carro, colocaria uma semana pois existem variáveis muito mais complexas (controles, coragem, experiência...etc)...

Coloque em termos relativos em relação aos pilotos, e verá que o que escrevo, têm um fundo de verdade.
A Corrida dos Campeões hoje, é um bonito evento de shopping, não é mais a saudável torrente de adrenalina automotiva das Ilhas Canárias!

R.I.P Corridas dos Campeões....Salve a ROC 2010!

É só o que temos....

3 comentário(s):

Fabio disse...

Bem triste, assim como o X-Games (onde eles só destroem os carros)... Pilotos de verdade não deveriam ceder a este tipo de evento.

Sds

Anônimo disse...

Ou teriam que fazer algo mais interessante do que fogos na chegada, desfiles apáticos de carros...A Michele de Audi Quattro capotou porque subiu numa zebra (!!!!) á uns 25 km/h....

Nas Canárias, para capotar, ela teria que errar o pêndulo na terra a 5 vezes essa velocidade.

"adrenalina de shopping"

MFF

Lukinhas.killer disse...

pô acho que isso ai espalhou por todos os esportes automotivos! talvez seja essa de segurança exagerada, ou "bussines?" mais de qualuqer maneira até na rua os vulgos mandantes do pais tão tentando transformar os motoristas em "robôs" e os carros em meros meios de locomoção! eles daqui a pouco vão proibir até de se colocar banco de couro ou trocar uma simples manopla de cambio :(

[]s

Postar um comentário

Deixe seu comentário sobre este post.