30 de set de 2009

O xuning


Quem modifica carros o faz com o desejo de chamar atenção. Dificilmente alguém investirá o suado dinheiro para passar despercebido. Só que tem gente que exagera.

Na onda do tuning atual, o estilo de modicação mais praticado pelos pseudo-entusiastas, surgiram os xuneiros -- ou "xuners", "no bom inglês".


Na tentativa de revolucinar e quebrar padrões de personalização eles criam objetos muito engraçados, exóticos e até instigantes (que levam à mente a frase "como ele conseguiu esta proesa?).

Era um Gol. Muitas reentrâncias e cor discreta

Nem sempre a ausência de dinheiro justifica a falta - ou excesso - de criatividade. O tuning bonito é aquele que forma uma aparência harmônica, que dá gosto olhar. Os excessos de peças, de adesivos e de adaptações faz o tuning virar xuning.

As cores vivas são característcas do tuning

É até comum ver Gols de primeira geração com maçanetas, retrovisoes e até faróis da versão de terceira geração. Um absurdo. Um "desastre estético". Quem sabe fazer tuning não peca por soberba e sempre usa o bom senso na hora de aplicar novidades.

Agressivo e discreto: só os profissionais conseguem juntas esses dois adjetivos

As preparadoras famosas preferem os esportivos discretos. Dão preferência para a parte mecânica e raramente erram nas proporções. O tuning comum tem que seguir a mesma receita aplicando, claro, as cores chamativas e as peças aerodinâmicas que caracterizam o estilo.

Um trabalho primoroso na lataria dá muito mais valor ao carro que as peças de grife. Adianta nada ter um jogo de rodas BBS e um parachoques todo desigual. E, além da aparência, o tuning tem de estar ligado à funcionalidade. Faróis modernos que só ofuscam os outros motoristas e não clareiam nada, suspensão rebaixada, película no parabrisa e som que "desmancha carro" são coisas de pseudo-entusiastas.


A moderação é crucial para o tuning ficar bom. Senão vira xuning e irritação para os olhos dos aficionados por carro.
_____
Fotos do Gol: Bizarrices Automotivas

1 comentário(s):

Renato Bellote disse...

Realmente alguns são de chorar.

Postar um comentário

Deixe seu comentário sobre este post.