20 de jul de 2018

Qual a melhor versão do Corolla "Brad"?

Um carro que todo mundo recomenda sem medo foi produzido entre 2002 e 2008, teve quatro versões, duas carrocerias e recebeu algumas mudanças nesse tempo. Mas qual é sua melhor versão? Assista ao vídeo abaixo para descobrir.





Um pouco sobre o Corolla "Brad"

O carro de 1 milhão de unidades anuais deveria atender exigências globais com uma única plataforma. O Corolla de nona geração começou com uma disputa entre os estúdios de design da Toyota da Califórnia, de Bruxelas na Bélgica e de Toyota City no Japão, aĺém do externo Tokio Studio Center.

A vitória do Toyota Europe Office of Creation belga refletia a necessidade de conceber um produto mais europeu, que como hoje era bem aceito em todos os continentes. A própria Hyundai percebeu esse gosto mundial e em 2003 abriu um centro de desenvolvimento na Alemanha e contratou funcionários da BMW e da Volkswagen. O primeiro i30 saiu de lá.



Um projeto dessa magnitude não poderia falhar no propósito, então foi aceito que se criasse uma versão mais alongada para fora do eixo Europa-Japão. Com alguns centímetros a mais e estilo elegante apareceu a versão americana. Compare a foto acima em azul com a foto abaixo: a porção central é a mesma.



A Toyota do Brasil escolheu a versão americana porque aqui os sedãs médios tinham imagem de carro de "gente bem-sucedida". E eram mesmo: um Corolla SE-G topo de linha custava mais de R$ 150 mil em valores atuais. O interessante é que em nenhum outro país além do Brasil existiu Fielder com a frente do Corolla estadunidense.

O ator Brad Pitt foi escolhido para ser o garoto-propaganda mundial do Corolla IX, o que também aconteceu no Brasil. Esse é o motivo do apelido Corolla Brad.

0 comentário(s):

Postar um comentário

Deixe seu comentário sobre este post.