17 de dez de 2009

ASTON MARTIN CYGLOUCO


A dor ensina a gemer. A crise econômica está ensinando coisas interessantes às empresas com dificuldade. A Aston Martin aprendeu a ser flexível e não vender apenas esportivos caríssimos, mas compactos "premium" também.

Muito couro no interior nada discreto

O Cygnet é bonito e charmoso. As maçanetas das portas são embutidas (como nos DBs atuais), há - fúteis - entradas de ar no capô e a qualidade de construção é boa, como em todo Toyota. Isso mesmo, ele é um japonês com traje de grife inglesa, que em breve estará nas ruas.

Lanternas com LEDs e apenas quatro parafusos nas rodas, como em todo carro popular

O pequeno Cyg é uma boa idéia e concorrerá com Mini, Smart, 500 e companhia. Como minicarro é mais que aceitável; como Aston é detestável. Ele derrubará o prestígio da Aston, pois qualquer Skodinha dará uma surra nesse Cygnet.

Os Toyotas iQs, o carro-base, irão diretamente para a fábrica da Aston na Inglaterra. Receberão as mudanças externas e muito couro na parte interior. A motorização e os itens de segurança são os mesmos, já que o japonesinho ganhou cinco estrelas no teste de segurança.

Brabus Smart: muito mais esportividade e nem é um Aston. E ainda é econômico

É uma boa idéia, mas para quem quer apenas chamar atenção. Um playboy qualquer ficará orgulhoso de estar um Aston, mas um entusiasta preferirá um Smart preparado pela Brabus, pois tem tração traseira e um ar mais esportivo. Não dá para imaginar James Bond pilotando um carrinho de três metros.

Nas crises é preciso muita personalidade para não perder valores importantes. O Cynet é um carrinho muito bonito, bom e interessante. Mas é meio maluco quando lembramos que é um Aston.

A primeira aparição

1 comentário(s):

Rafa disse...

O Smart fortwo BRABUS, tem uma mínima diferença de desempenho para o fortwo normal.Infelizmente,pois o BRABUS ''só'' custa R$95,000 reais. Um absurdo pra um carrinho cm um desempenho fajuto.Já em relação ao Aston,de fato tirará todo o prestígio da marca :/

Postar um comentário

Deixe seu comentário sobre este post.